Discentes

Auxílio Financeiro
 
Auxílio Financeiro a Estudantes
(SOMENTE PARA OS PROGRAMAS PARTICIPANTES DO PROAP)
 
O pedido deverá chegar com no mínimo 20 (vinte) dias de antecedência.
 
Os pagamentos serão realizados, somente, através de conta corrente de qualquer banco.enviar apenas uma via da documentação solicitada.
 

Auxílio Financeiro Nacional (eventos no país)

Documentação Necessária:

  1. Ofício carimbado e assinado pelo coordenador do curso
  2. Formulário da PROPG carimbado e assinado pelo coordenador do curso
  3. Xerox do RG
  4. Xerox do CPF
  5. Aceite do Trabalho
  6. Cotação aérea em caso de solicitação de passagem
  7. Justificativa no ofício, caso o número de auxílio financeiro seja divergente do número de dias do período do evento

Auxílio Financeiro Nacional (trabalho de campo/coleta de dados)

Documentação Necessária:

  1. Ofício carimbado e assinado pelo coordenador do curso
  2. Formulário da propg carimbado e assinado pelo coordenador do curso
  3. Xerox do RG
  4. Xerox do CPF
  5. Planejamento de trabalho (planejamento de trabalho avalizado pelo professor orientador )
  6. Cotação aérea em caso de solicitação de passagem
  7. Jstificativa no ofício, caso o número de auxílio financeiro seja divergente do número de dias do período do evento
  8. Formulário de auxílio financeiro nacional

Auxílio Financeiro Internacional

Documentação Necessária:

  1. Ofício carimbado e assinado pelo coordenador do curso
  2. Formulário da propg carimbado e assinado pelo coordenador do curso
  3. Xerox do RG
  4. xerox do CPF
  5. Justificativa no ofício, caso o número de auxílio financeiro seja divergente do número de dias do período do evento
  6. Aceite do trabalho
  7. Tradução do aceite do trabalho
  8. Cotação aérea em caso de solicitação de passagem
  9. Conversão da moeda (dólar para real) (cotação do banco central)
  10. Formulário de auxílio financeiro internacional.
 
 
Observação: é obrigatória a diminuição de uma diária da quantidade solicitada para os auxílios financeiros internacionais.
 

 

Bolsas

CAPES - DEMANDA SOCIAL

Programa que tem como objetivo proporcionar melhores condições para a formação de recursos humanos, a produção e o aprofundamento do conhecimento nos cursos de pós-graduação stricto sensu, ministrados pelas instituições de ensino superior públicas (IES). Assim, a Capes, além de financiar bolsas para a manutenção de discentes, apóia o desenvolvimento dos programas de pós-graduação stricto sensu, financiando atividades relacionadas às pesquisas desenvolvidas nas dissertações e teses desses programas com recursos do PROAP, repassados às pró-reitorias de pós-graduação e pesquisa das IES apoiadas, responsável por administrá-los internamente. Na PORTARIA Nº 64, DE 24 DE MARÇO DE 2010, são explicitados os requisitos para ingresso da instituição no programa, questões sobre gerenciamento do PROAP, normas gerais e operacionais, itens financiáveis e não financiáveis.
 
 

Programa de Doutorado-sanduíche no Exterior (PDSE)

O PDSE foi instituído em 2011, em substituição ao Doutorado Sanduíche Balcão e ao Programa de Doutorado no País com Estágio no Exterior (PDEE). A alteração visou ampliar o número de cotas concedidas às Instituições de Ensino Superior (IES), e dar maior agilidade no processo de implementação das bolsas de estágio de doutorando no exterior. A Pró-Reitoria de Pós-graduação das IES, ou órgão equivalente, é responsável por gerenciar as cotas, homologar as candidaturas, divulgar os resultados e realizar o acompanhamento dos bolsistas e egressos, mantendo a Capes informada sobre o andamento do estágio no exterior e garantindo o cumprimento das normas do PDSE.
 
 

Programa Nacional de Pós Doutorado - PNPD

O PNPD apoia projetos de pesquisa científica, tecnológica e de inovação, mediante a seleção de propostas que visem, dentre outros objetivos, viabilizar a absorção temporária de jovens doutores, com relativa experiência em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P&D&I), para atuarem em projetos de pesquisa e desenvolvimento em áreas estratégicas.
 
PORTARIA 86 - CAPES
 
 
Emissão de diploma

A solicitação da expedição do diploma será apreciada pelo Colegiado mediante a apresentação dos seguintes documentos:

1. Entrega na Secretaria do Programa de Pós-graduação dos exemplares (6 exemplares se for Tese ou 4 exemplares se for Dissertação), impressos e encadernados na sua versão final, com base nos critérios, estritamente, estabelecidos pelo Mestrado ou Doutorado;
 
2. Entrega na Secretaria do Programa de Pós-graduação de duas 2 cópias da tese ou dissertação gravados em DVD (regravável), sendo uma em versão PDF e a segunda em Word, juntamente com as seguintes declarações (digitalizadas e também gravadas no mesmo DVD):
 
a) Declaração formal do Professor Orientador autorizando a entrega do trabalho;
b) Declaração formal firmada por profissional devidamente habilitado para a realização de revisão do idioma português;
c) Declaração formal firmada por profissional devidamente habilitado para a realização de revisão do idioma inglês;
d) Declaração formal firmada por profissional devidamente habilitado em Biblioteconomia para a realização de revisão da normalização e das referências bibliográficas, e elaboração da ficha catalográfica;
e) Comprovação formal da aceitação pelo (s) Editor (es) Científico (s) do (s) periódico (s) qualificado (s) de um artigo científico para o concluinte do mestrado e dois para o concluinte do doutorado, devendo recair a escolha de periódicos Qualis A1, A2 e (ou) B1;
 
3. Espelho da página do Repositório Institucional (RI) da UFBA atestando a submissão da dissertação ou tese;
 
Após a homologação, a Secretaria do Programa providenciará a confecção do processo de solicitação de diploma e o seu encaminhamento para a Secretaria Geral de Cursos (SGC).
 
Após o envio do processo, o(a) pós-graduando(a) receberá, por e-mail, o número de seu processo para acompanhamento através do site www.sipac.ufba.br. Ao verificar o status como DEFERIDO/ARQUIVADO, deverá comparecer à SGC portando cópia de documento de identificação (RG, CNH, CRP, etc.). Para maiores informações, favor ligar para o Núcleo de Diplomas - NEDIC: (71) 3283-7146.
Instruções para a Defesa da Dissertação

PADRONIZAÇÃO DA DISSERTAÇÃO, ORIENTAÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DO EXAME DE QUALIFICAÇÃO E DEFESA PÚBLICA E CONSTITUIÇÃO DAS BANCAS EXAMINADORAS

Exames de Qualificação da Dissertação

1) Para a realização do Exame de Qualificação da Dissertação a Comissão Examinadora deverá ser constituída por três Professores, sendo dois vinculados à UFBA, um dos quais poderá ser o Orientador, e um terceiro sem vinculação trabalhista com a UFBA, devendo recair a escolha em docentes ou pesquisadores vinculados a instituições de ensino superior ou de pesquisa sediadas no estado da Bahia. Para a composição desta Comissão deverão ser indicados dois examinadores suplentes, sendo um deles vinculado à UFBA. Para tanto, o Orientador deverá informar à Secretaria do Programa o nome dos examinadores escolhidos, os respectivos e-mails e endereços para que a Secretaria do Programa possa providenciar os convites.
 
2) Para a realização do Exame de Qualificação da Dissertação o mestrando deverá elaborar o exemplar da Dissertação em arquivo PDF gravado cinco DVDs, a serem entregues aos examinadores (três titulares e dois suplentes). A depender da preferência dos examinadores, os exemplares poderão ser entregues na versão impressa e encadernados em dorso espiralado.
 
3) A primeira página da Dissertação para a defesa pública deverá estar preparada no modelo da capa definitiva constando, apenas, o registro das informações pertinentes, e anexado o registro do projeto original submetido ao CONEP/SISNEP e o Termo de Aprovação firmado pelo Comitê de Ética.
 

Defesa Pública da Dissertação

4) Para a realização da Defesa da Dissertação a Comissão Examinadora deverá ser constituída por três Professores, sendo dois vinculados à UFBA, um dos quais poderá ser o Orientador, e um terceiro sem vinculação trabalhista com a UFBA, devendo recair a escolha em docentes ou pesquisadores, obrigatoriamente, vinculados a instituições de ensino superior ou pesquisa sediadas em outros estados da Federação. Para a composição desta Comissão deverão ser indicados dois examinadores suplentes, sendo um vinculado à UFBA e um segundo docente ou pesquisador, obrigatoriamente, vinculado a alguma instituição de ensino superior ou pesquisa sediada em outro estado da Federação. Para tanto, o Orientador deverá informar à Secretaria do Programa o nome dos examinadores escolhidos, os respectivos e-mails e endereços para que a Secretaria do Programa possa providenciar os convites.
 
5) Para a realização da Defesa da Dissertação o mestrando deverá elaborar o exemplar da Dissertação gravado em arquivo PDF em 05 (cinco) DVDs a serem entregues aos três examinadores e aos dois suplentes. A depender da preferência dos examinadores, os exemplares poderão ser entregues na versão impressa e encadernados em dorso espiralado, contendo a capa oficial do Programa e o registro das informações pertinentes. O conteúdo da Dissertação deverá contemplar as críticas e sugestões decorrentes do Exame de Qualificação que o mestrando e seu Orientador considerem procedentes. Deverá ser apensado à Dissertação um ou mais artigos publicados e ou submetidos à publicação em periódico(s) qualificado(s), com a menção da aceitação, se já tiver ocorrido; e anexado o registro do projeto original no CONEP/SISNEP e o Termo de Aprovação firmado pelo Comitê de Ética.
 
6) Na entrega da Dissertação aos examinadores que comporão a Comissão para a Defesa Pública o mestrando deverá anexar uma declaração firmada pelo revisor de língua portuguesa, pelo revisor de língua inglesa e pela bibliotecária responsável pela normalização e revisão das referências bibliográficas. Aconselha-se o uso do “Manual de Estilo Acadêmico - Monografias, Dissertações e Teses” de autoria das Bibliotecárias Nídia L. Lubisco, Sônia Chagas Vieira e Isnaia Veiga Santana divulgado no site. O Programa exige o cumprimento das normas e padrões estilo Vancouver para as referências bibliográficas, assim como “As normas de apresentação tabular” do IBGE, também divulgado no site. Esta última observação deve ser atendida, uma vez que todas as Dissertações serão enviadas para o Banco de Teses e Dissertações da UFBA e também estarão disponíveis no site do Programa.
 

Depósito da versão definitiva

7) Concluída a Defesa da Dissertação, dentro do prazo máximo de 60 dias, o(a) aprovado(a) deverá elaborar o exemplar da Dissertação em arquivo PDF gravado em DVD a serem entregues aos três examinadores, ou enviados por e-mail. A depender da preferência dos examinadores, os exemplares poderão ser entregues na versão impressa. Obrigatoriamente terá que ser entregue à Coordenação do Programa 01 (um) exemplar impresso encadernado em capa dura, no modelo oficial do Programa, impresso em gráfica para ser encaminhado à Biblioteca da UFBA. Este exemplar deverá ser acompanhado de 02 (dois) respectivos DVDs, que deverão conter, além da Dissertação em PDF, todas as declarações mencionadas no item anterior, bem como um ofício do Professor Orientador autorizando a entrega).
 
8) Os exemplares definitivos deverão ser encadernados em capa dura, no modelo oficial do Programa, impressos em gráfica, contendo o registro das informações pertinentes e com o dorso colado. O conteúdo da Dissertação deverá contemplar as críticas e sugestões decorrentes do Exame de Defesa consideradas procedentes pelo Mestrando e seu Orientador. Deverá (ão) ser apensado(s) à Dissertação um ou mais artigos submetidos à publicação em periódico(s) qualificado(s), com a menção da aceitação, e anexado o registro do projeto original no CONEP/SISNEP e o Termo de Aprovação firmado pelo Comitê de Ética.
 

INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES

10) Os Exames de Qualificação e de Defesa de Dissertação são realizados em sessões públicas, assegurado o livre acesso a todos aqueles que venham a se interessar pelos respectivos temas.
 
11) Ao mestrando estará assegurado o tempo máximo de trinta (30) minutos para a exposição oral da sua Dissertação, assegurados pelo Programa de Pós-Graduação os recursos de multimídia.
 
12) Durante a sessão de Defesa da Dissertação o pós-graduando deverá usar jaleco branco portando o emblema do Instituto de Ciências da Saúde ou da Universidade Federal da Bahia.
Instruções para a defesa de Tese

PADRONIZAÇÃO DA TESE, ORIENTAÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DO EXAME DE QUALIFICAÇÃO E DEFESA PÚBLICA E CONSTITUIÇÃO DAS BANCAS EXAMINADORAS

Exames de Qualificação da Tese

1) Para a realização do Exame de Qualificação da Tese a Comissão Examinadora deverá ser constituída por cinco Professores, sendo três vinculados à UFBA, um dos quais poderá ser o Orientador, e dois sem vinculação trabalhista com a UFBA, devendo recair a escolha em docentes ou pesquisadores vinculados a instituições de ensino superior ou de pesquisa sediadas no estado da Bahia. Para a composição desta Comissão deverão ser indicados dois examinadores suplentes, sendo um deles vinculado à UFBA. Para tanto, o Orientador deverá informar à Secretaria do Programa o nome dos examinadores escolhidos, os respectivos e-mails e endereços para que a Secretaria do Programa possa providenciar os convites.
 
2) Para a realização do Exame de Qualificação da Tese o doutorando deverá elaborar o exemplar da Tese em arquivo PDF gravado sete DVDs, a serem entregues aos examinadores (cinco titulares e dois suplentes). A depender da preferência dos examinadores, os exemplares poderão ser entregues na versão impressa e encadernados em dorso espiralado.
 
3) A primeira página da Tese para a defesa pública deverá estar preparada no modelo da capa definitiva constando, apenas, o registro das informações pertinentes, e anexado o registro do projeto original submetido ao CONEP/SISNEP e o Termo de Aprovação firmado pelo Comitê de Ética.

Defesa Pública da Tese

4) Para a realização da Defesa da Tese a Comissão Examinadora deverá ser constituída por cinco Professores, sendo três vinculados à UFBA, um dos quais poderá ser o Orientador, e dois outros sem vinculação trabalhista com a UFBA, devendo recair a escolha em docentes ou pesquisadores, obrigatoriamente, vinculados a instituições de ensino superior ou pesquisa sediadas em outros estados da Federação. Para a composição desta Comissão deverão ser indicados dois examinadores suplentes, sendo um vinculado à UFBA e um segundo docente ou pesquisador, obrigatoriamente, vinculado a alguma instituição de ensino superior ou pesquisa sediada em outro estado da Federação. Para tanto, o Orientador deverá informar à Secretaria do Programa o nome dos examinadores escolhidos, os respectivos e-mails e endereços para que a Secretaria do Programa possa providenciar os convites.
 
5) Para a realização da Defesa da Tese o mestrando deverá elaborar o exemplar da Tese em arquivo PDF gravado em 07 (sete) DVDs a serem entregues aos cinco examinadores e aos dois suplentes. A depender da preferência dos examinadores, os exemplares poderão ser entregues na versão impressa e encadernados em dorso espiralado, contendo a capa oficial do Programa e o registro das informações pertinentes. O conteúdo da Tese deverá contemplar as críticas e sugestões decorrentes do Exame de Qualificação que o doutorando e seu Orientador considerem procedentes. Deverá ser apensado à Tese dois artigos publicados e ou submetidos à publicação em periódico(s) qualificado(s), com a menção da aceitação, se já tiver ocorrido; e anexado o registro do projeto original no CONEP/SISNEP e o Termo de Aprovação firmado pelo Comitê de Ética.
 
6) Na entrega da Tese aos examinadores que comporão a Comissão para a Defesa Pública o doutorando deverá anexar uma declaração firmada pelo revisor de língua portuguesa, pelo revisor de língua inglesa e pela bibliotecária responsável pela normalização e revisão das referências bibliográficas. Aconselha-se o uso do “Manual de Estilo Acadêmico - Monografias, Dissertações e Teses” de autoria das Bibliotecárias Nídia L. Lubisco, Sônia Chagas Vieira e Isnaia Veiga Santana divulgado no site. O Programa exige o cumprimento das normas e padrões estilo Vancouver para as referências bibliográficas, assim como “As normas de apresentação tabular” do IBGE, também divulgado no site. Esta última observação deve ser atendida, uma vez que todas as Teses serão enviadas para o Banco de Teses e Dissertações da UFBA e também estarão disponíveis no site do Programa.

Depósito da versão definitiva

7) Concluída a Defesa da Tese, dentro do prazo máximo de 60 dias, o(a) aprovado(a) deverá elaborar o exemplar da Tese em arquivo PDF gravado em cinco DVDs a serem entregues aos cinco examinadores, ou enviados por e-mail. A depender da preferência dos examinadores, os exemplares poderão ser entregues na versão impressa. Obrigatoriamente terá que ser entregue à Coordenação do Programa 01 (um) exemplar impresso encadernado em capa dura, no modelo oficial do Programa, impresso em gráfica para ser encaminhado à Biblioteca da UFBA. Este exemplar deverá ser acompanhado de 02 (dois) respectivos DVD, que deverão conter, além da Tese em PDF, todas as declarações mencionadas no item anterior, bem como um ofício do Professor Orientador autorizando a entrega).
 
8) Os exemplares definitivos deverão ser encadernados em capa dura, no modelo oficial do Programa, impressos em gráfica, contendo o registro das informações pertinentes e com o dorso colado. O conteúdo da Tese deverá contemplar as críticas e sugestões decorrentes do Exame de Defesa consideradas procedentes pelo Doutorando e seu Orientador. Deverá (ão) ser apensado(s) à Tese dois artigos submetidos à publicação em periódico(s) qualificado(s), com a menção da aceitação, e anexado o registro do projeto original no CONEP/SISNEP e o Termo de Aprovação firmado pelo Comitê de Ética.

INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES

10) Os Exames de Qualificação e de Defesa de Tese são realizados em sessões públicas, assegurado o livre acesso a todos aqueles que venham a se interessar pelos respectivos temas.
 
11) Ao doutorando estará assegurado o tempo máximo de quarenta (40) minutos para a exposição oral da sua Tese, assegurados pelo Programa de Pós-Graduação os recursos de multimídia.
 
12) Durante a sessão de Defesa da Tese o pós-graduando deverá usar jaleco branco portando o emblema do Instituto de Ciências da Saúde ou da Universidade Federal da Bahia.
Instruções para confeccção de painel

MANUAL PARA CONFECÇÃO DE PAINEL

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PROCESSOS INTERATIVOS DOS ÓRGÃOS E SISTEMAS

Autor: Max José Pimenta Lima
 
- O painel deve conter 90 cm de largura e 130 cm de altura.
 
- Deve-se buscar harmonia visual entre o tamanho das letras e das figuras, tabelas, título, subtítulo e margens (superior, inferior, direita e esquerda - 3,0 cm).
 
- O título deve ser escrito em letras maiúsculas.
 
- A citação dos autores deve ser através do último sobrenome em letra maiúscula seguido do nome e das iniciais dos demais sobrenomes em maiúsculo (LIMA, Max J. P.; CARVALHO, Adriano P. L.). Usar as abreviaturas para Júnior e Filho
 
- O nome do(s) apresentador(es) deverá(ão) estar sublinhado(s) e acompanhado(s) de uma foto (equipe) afixada no canto superior direito.
 
- O tipo de letra é de livre escolha (usar letras de fácil entendimento como: Arial, Times New Roman. Contudo é preferível a letra Antique Olive)
 
- O corpo e o tipo das letras não seguem regras pré-estabelecidas, portanto, podem ser utilizadas letras com corpo maior ou menor do que está sendo sugerido, não esquecendo, contudo, a harmonia do painel.
 
- Recomendação do corpo das letras: Título (80 a 100 pontos). Autores (30 a 36 pontos). Nome da Instituição, departamento, cidade, estado, país (20-30 pontos). Subtítulo (60 a 70 pontos). Texto (28 a 36 pontos).
 
- Recomendação do corpo das letras das referências: deve ser bem menor que o corpo das letras do texto (16 a 20 pontos).
 
- Preferencialmente, citar toda a bibliografia de acordo com a ABNT. Em painéis escritos em idioma inglês utilizar a metodologia Vancouver.
 
- Citações de autores no texto, referências, fontes de tabelas e gráficos etc., deve seguir orientações da ABNT e do IBGE
 
- Corpo do painel: deve ser auto-explicativo, de preferência com o mínimo possível de texto e o máximo de ilustrações (figuras, diagramas e tabelas).
 
- Sugere-se que as conclusões sejam colocadas em forma de itens.
 
- A composição do painel deve atender às considerações do professor orientador que em conjunto com o(s) orientando(s) definirão os itens e o conteúdo que deverão constituir o painel.
 
   1. Apresentação de trabalho científico: breve introdução, objetivos, metodologia, resultados, resumo, palavras- chaves, agradecimentos (financiamento, se houver) e referências.
 
   2. Apresentação de projetos: breve introdução, objetivos, metodologia, prováveis resultados (facultativo), viabilidade financeira e de infra-estrutura, cronograma, resumo, palavras-chaves e referências.
 
- A disposição do texto e das figuras, tabelas etc., é de livre escolha, entretanto, é importante preservar a harmonia visual.
 
Clique aqui para baixar o modelo de painel.
Modelo de capa de Tese

O modelo de capa de Tese encontra-se no ícone formulários, no canto direito da tela, na parte superior, ao lado de Resultados de editais.

Tirocínio Docente

Os programas de pós-graduação stricto sensu cumprem relevantes objetivos entre os quais, formar pesquisadores nas áreas de conhecimentos específicos e preparar docentes para atuarem, particularmente, no ensino superior. Em virtude da importância atribuída à formação de Professores, o Programa de Pós-Graduação em Processos Interativos dos Órgãos e Sistemas assegura a realização do Tirocínio Docente Orientado como uma atividade acadêmica complementar. Há que se reconhecer que o investimento na qualificação e no incentivo da atividade docente de Pós-graduados no ensino superior, levará a se alcançar consideráveis níveis de eficácia dos Programas de Pós-graduação stricto sensu. Para integralizar o currículo, este Programa exige o cumprimento de um semestre letivo no decorrer do Mestrado e dois no desenvolvimento do Doutorado, podendo ocorrer a dispensa em se tratando de professores ou assemelhados com comprovada experiência docente, a critério do Colegiado do Programa após a análise do processo formal de solicitação de dispensa protocolado e encaminhado pela Secretaria Geral dos Cursos - UFBA.